Translate

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Arcos em ruas antigas

A memória tem esta tendência para dourar os anos que deixámos para trás. E quem diz os anos diz os lugares... Douramos as velhas casas da nossa aldeia, as ruas mal empedrados, as árvores junto aos caminhos, das quais, se nos apetecia, colhíamos fruta quando passávamos.
Douramos também os lugares onde passeávamos e éramos felizes, nesses tempos dourados.
Esta mensagem é sobre arcos em antigas ruas, dourados pela doçura da memória....

The memory has this tendency to gild the years left behind. And who says the years says the places ... We gild the old houses in our village, the streets poorly paved, the trees along the roads, of which, if we pleased, we reaped fruit while passing by.
We gild also the places where we walked and we were happy in those golden times.
This post is about arches in ancient streets, the golden sweetness of memory ....

Évora

Beja

Montemor-o-Novo

Coimbra

Lisboa

Faro
Enviar um comentário